top of page

ADVOGADO É PRESO NOVAMENTE POR ABUSAR E FILMAR CRIANÇA

Advogado de 32 anos, solto em audiência de custódia, foi preso novamente pela Polícia Federal nesta sexta-feira (1), durante a 2ª fase da Operação Vulnerable, em Goiás. Além dos vídeos de pornografia infantil encontrado em seus dispositivos, ele é investigado por estupro de vulnerável, mesmos crimes dos quais foi acusado na primeira fase.


As investigações tiveram início em fevereiro, a partir da denúncia da mãe do menino de 7 anos vítima do jurista. O menor foi ouvido pelos policiais em "Depoimento Especial" (procedimento específico para a oitiva de crianças) e reforçou as informações repassadas pela mãe.


O investigado foi peso no dia 23 de fevereiro, com diversos vídeos e até mesmo a filmagem do abuso sexual contra a criança que estuprou. Mas ele foi solto em audiência de custódia, pois o juiz entendeu que foram cumpridos os critérios objetivos para a implementação de tal medida.

Na manhã desta sexta, durante a tentativa de realizar cumprimento do mandado em Confresa (1.160 km a nordeste de Cuiabá), os policiais verificaram que o investigado fugiu para Goiânia (GO), onde a Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO/GO) o prendeu.

Caso seja condenado, as penas somadas podem chegar a 27 anos de reclusão e multa.


O preso foi encaminhado para o presídio, onde aguardará o julgamento e responderá pelos crimes de “Estupro de Vulnerável – Art. 217-A do Código Penal” e “Produção de cena de sexo explícito envolvendo criança ou adolescente – Art. 240 do Estatuto da Criança e do Adolescente”.


Além desses crimes, ele continua respondendo pelo crime de armazenamento de material contendo cenas de sexo envolvendo crianças ou adolescentes – Art. 241-B do ECA.

Fonte:Portal Colider

Comentarios


bottom of page