top of page

Aluna de Tangará fica em 3º em evento do Ministério da Educação


Crédito da Fotografia: Divulgação

A SECITECI representou Mato Grosso durante a 2° Semana Nacional da Educação Profissional e Tecnológica promovida pelo Ministério da Educação (MEC) entre os dias 28 de novembro a 4 de dezembro, em Brasília (DF).O evento foi realizado no pavilhão de exposições do parque da cidade.


A comitiva da Seciteci/MT reuniu 16 participantes entre alunos, professores e equipe das escolas técnicas estaduais (ETE’s), selecionados com a melhor pontuação nos trabalhos durante a I Mostra Estadual das Escolas Técnicas (MEET) realizada entre os meses de junho a agosto de 2022.


Os projetos selecionados para participar em Brasília foram “Uso de resíduos na adubação de Neossolo” desenvolvido pela Escola Técnica em Poxoréu a “Cápsula biodegradável” da ETE Tangará da Serra, “MT-Bio e piso drenante” ambos da Escola Técnica Estadual de Lucas do Rio Verde.


Entre as atividades, foram apresentadas mostras tecnológicas de projetos de inovação por meio de produtos, protótipos e processos inovadores.


Em Brasília, na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia a Seciteci foi a única Secretaria dos estados brasileiros com stand no evento. Foram apresentados diversos experimentos das escolas técnicas estaduais (ETE’s MT), inclusive no metaverso.



Crédito da Fotografia: Divulgação

A aluna Kely Daiane estudante da Escola Técnica Estadual de Tangará da Serra foi premiada durante a 2° Semana Nacional de Educação Profissional e Tecnológica em Brasília, com o projeto “Cápsula Biodegradável.”


Conquistando a 3° colocação a nível Nacional, a estudante é um grande orgulho para Seciteci e para o estado de Mato Grosso.


Na ocasião a Diretora da Escola Técnica Estadual de Tangará da Serra, Wérica Crislaine Souza Nascimento pontuou como a Educação Profissional é transformadora na vida do Estudante, muitas vezes alunos entram sem um propósito e saem cientista! Diante de um grande sucesso sempre tem uma grande equipe, relata a diretora.


A coordenadora de Integração Escola e Comunidade Aline Azevedo reforçou como é importante essa conquista para a escola pública estadual, esse tipo de reconhecimento, pois também estimula outros jovens da comunidade a se envolver com o estudo e a pesquisa científica. Ao passo de perceberem que é possível mudar o mundo a partir da pesquisa, com responsabilidade e sustentabilidade!


A orientadora da aluna, professora Francilene Cardoso Fortes, ficou muito emocionada diante a conquista da aluna, pontuou que foram dias difíceis, mas que conseguiram. Agradeceu o apoio de toda a comunidade acadêmica da Escola Técnica Estadual de Tangará da Serra e Seciteci, pelo estímulo, apoio e carinho junto à elas. Ressaltou que a sensação é maravilhosa de poder representar a Escola em nível Nacional, sendo uma grande conquista a todos. E principalmente a aluna, por sua história de vida e superação diante das adversidades.


A aluna Kely Daiane, muito emocionada diz que está muito feliz em ter representado a Escola Técnica Estadual de Tangará da Serra e a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação de Mato Grosso, sendo uma experiência inexplicável, agradece por todos que a apoiaram e acreditaram em seu projeto científico “Cápsula Biodegradável artesanal com ação de Bioinseticida e Adubo Natural”.


Fonte da Notícia: Tangará em Foco

Comments


bottom of page