top of page

Bandido que sequestrou empresários para roubar caviar é preso em motel com amante


MULHER TRAÍDA DENUNCIOU

Luis Vicente dos Santos Neto, de 23 anos, um dos criminosos que participou do sequestro de dois empresários cuiabanos e roubou mais de R$ 820 mil em caviar, foi preso com a amante em um motel, em Várzea Grande, nessa terça-feira (09). A esposa do criminoso entrou em contato com a Polícia Militar e denunciou onde ele estava.


O homem estava com mandado de prisão em aberto, expedido pela Quarta Vara Criminal de Várzea Grande, em 12 de dezembro de 2023, pelos crimes de associação criminosa armada, roubo majorado e extorsão qualificada e majorada.


A mulher acionou os militares, que foram até a casa onde ela morava com o traficante. No local, os agentes encontraram uma balança de precisão e um aparelho celular, que ela afirmou serem do marido.

A mulher informou que o criminoso estava com a amante em um motel na Av. Filinto Muller. Os militares foram até o estabelecimento, onde localizaram e prenderam o criminoso.




Luis Vicente integra o grupo criminoso que roubou de mais de R$ 820 mil em caviar, no final de 2023. Durante o crime, dois empresários foram feitos reféns. De acordo com a Polícia Civil, os empresários receberam uma pessoa na empresa, que fez a encomenda de 60 quilos de caviar para um casamento, que ocorreria entre os dias 17 e 19 de novembro.


Devido ao alto valor e à peculiaridade do produto, as vítimas decidiram trazer pessoalmente a encomenda, que supostamente deveria ser entregue na empresa contratada para o cerimonial do casamento.


No dia combinado, os empresários desembarcaram no Aeroporto Marechal Rondon, com os 60 quilos de caviar, acondicionados em embalagens de isopor dentro de cinco malas e logo receberam uma ligação do contratante, dizendo que havia um veículo os aguardando em frente à área de desembarque.


As vítimas entraram no veículo e, após 25 minutos rodando, passaram a desconfiar que estavam sendo sequestradas, momento em que fizeram imagens do veículo e do condutor, que foram enviadas para a esposa de um deles. Durante o trajeto, o suspeito entrou em uma estrada de chão, onde encontrou com dois comparsas, um deles em posse de uma arma de fogo.


As malas com o caviar foram retiradas do veículo e escondidas em um terreno baldio, enquanto os suspeitos entraram novamente no carro e levaram as vítimas para outro ponto, onde foram obrigadas a entregar os aparelhos celulares, fazerem transferências via Pix e ameaçadas de morte para que entregassem mais dinheiro. Também foram roubadas das vítimas duas mochilas com roupas e três notebooks.



Fonte: Nortão Online

Comments


bottom of page