top of page

Caso Edinho: Justiça nega pedido para soltar mulher acusada de mandar matar o marido em Tangará


Carla Fernanda é suspeita de encomendar a morte de Edinho

O Tribunal de Justiça negou habeas corpus e manteve a prisão de Carla Fernanda Toloi Ferreira da Costa, suspeita de mandar matar o marido, o advogado e servidor público de Tangará da Serra, Edson Vicente da Costa, o Edinho "Che".


A morte de Edinho causou grande repercussão em Tangará da Serra.


O crime ocorreu em novembro de 2020 e provocou grande repercussão na cidade. Edson foi atingido por diversos disparos no momento em que chegava em casa.


Carla Fernanda foi presa em junho do ano passado, junto com Anderson Fabiano, seu suposto amante e acusado de ter cometido o crime a mando dela.


A decisão, da 1ª Câmara Criminal do TJ, foi publicada nesta quarta-feira (21). Os desembargadores seguiram por unanimidade o voto do relator, Orlando Perri.


Com informações do Mídia News

Comments


bottom of page