top of page

Em nota, emissora anuncia demissão de apresentador denunciado por agredir esposa em Tangará da Serra


A Record TV/TV Vale de Tangará da Serra emitiu nesta segunda-feira (19) nota esclarecendo que demitiu o apresentador Lucas Ferraz após denúncia na polícia informando que ele agrediu a esposa de 20 anos durante uma festa de confraternização.

Lucas Vieira do Nascimento, o Lucas Ferraz, teria agredido Katrine Gomes da Conceição no sábado (17). Nas redes sociais, o comunicador negou as agressões, inclusive gravou um vídeo tratando as notícias divulgadas pela imprensa como Fake News.


A PM (Polícia Militar) foi acionada pelo médico da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Tangará da Serra que atendeu a vítima, após ela dar entrada na unidade com sinais de violência doméstica.


Os policiais foram até o local e encontraram a vítima com vários hematomas no rosto. Para a polícia, ela contou que estava em uma confraternização junto com o marido e em certo momento entraram em discussão porque ele estava com ciúmes dela, e foi agredida com socos no rosto.


A vítima estava acompanhada de amigos na unidade hospitalar, que confirmaram aos policiais as agressões.


Nas redes sociais, Lucas Vieira do Nascimento negou as acusações e afirma que o caso não passa de fake news.


Assista ao vídeo:


Em nota, o Grupo Agora de Comunicação informou que o apresentador foi demitido nesta segunda-feira (19) e que repudia todo tipo de violência contra a mulher. Veja nota na íntegra.


NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Grupo Agora de Comunicação esclarece que o apresentador Lucas Ferraz não integra mais o quadro de colaboradores da TV VALE, em Tangará da Serra, a partir desta segunda-feira (19).

A decisão foi tomada após uma denúncia feita contra ele, envolvendo violência domestica contra sua atual esposa neste último final de semana.

A direção geral adotou o procedimento assim que foi informada, a fim de contribuir com o esclarecimento dos fatos, reiterando sua postura contrária a qualquer tipo de violência, em especial contra a mulher.

Ressaltamos que o enfrentamento a todo tipo de violência contra a mulher é uma pauta fundamental para construção de relações sociais mais justas e igualitárias. Desta forma, reforçamos nosso total repúdio ao ocorrido.


19 de dezembro de 2022


DIRETORIA DO GRUPO AGORA DE COMUNICAÇÃO


Fonte da Notícia: Site Primeira Página

Comments


bottom of page