top of page

FOMENTO CULTURAL Prefeitura lança editais da Lei Paulo Gustavo em Tangará da Serra

A Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Cultura e Turismo (Secultur), realizou na noite desta quinta-feira, dia 26/10, cerimônia de lançamento dos editais da Lei Paulo Gustavo em Tangará da Serra. Participaram do lançamento, no Centro Cultural, o Prefeito Municipal, Vander Masson, a Primeira-dama, Silvana Ló Masson, o Secretário de Cultura e Turismo, Welington Machado, equipe da Secultur e artistas do Município.

O aporte total é de R$ 878 mil para fomento de projetos de agentes culturais do município. Os editais estão disponíveis no site da Prefeitura e as inscrições seguem até o dia 03/11.

São três editais: Luz, Câmera e Ação, Pluralidades e Mestres Tangaraenses das Artes.

O edital Luz, Câmera e Ação destinará R$ 594.056,55 para projetos que contemplem a produção de documentários, curta-metragens, videoclipes, desenvolvimento de roteiro, web série, games, cinema itinerante, cinema de rua e capacitação.

O edital Pluralidades destinará R$ 120 mil para projetos que contemplem a realização de eventos diversos, como festivais, feiras, mostras, saraus, exposições, dentre outros. Os projetos devem abranger a multipluralidade cultural de Tangará da Serra, contemplando as mais diversas linguagens culturais e artísticas, como música, teatro, dança, circo, artes visuais, capoeira, poesia, hip hop, dentre outras.

Já o edital de premiação Mestres Tangaraenses das Artes é destinado à seleção de agentes culturais que tenham prestado relevantes contribuições ao desenvolvimento artístico e cultural do município, pertencentes às linguagens artísticas Artesanato, Artes Plásticas e Artes Visuais.

Para conferir todos os editais da Lei Paulo Gustavo CLIQUE NO LINK e acesse página da Lei Paulo Gustavo em Tangará da Serra: https://tangaradaserra.mt.gov.br/?page_id=106985

LEI PAULO GUSTAVO

A Lei Paulo Gustavo (LC 195/2022) é considerado um marco no fomento cultural brasileiro. Os recursos são provenientes dos Fundos Nacional de Cultura e do Audiovisual, destinando R$ 3,8 bilhões para os fazedores de cultura de todo o país. Os recursos são encaminhados para Estados e Municípios que têm a responsabilidade de fomentar projetos artísticos e culturais em seus territórios.

Texto: Alexandre Rolim/Assessoria de Comunicação

Comments


bottom of page