top of page

Homem que tingiu cachoeira em Tangará de azul se diz alvo de 'ecochatos'


Após ser multado em R$ 10 mil por colocar corante azul na cachoeira Queima-Pé durante um chá de revelação em Tangará da Serra (MT), o tio da gestante, Raijan Mascarello, disse que não sabia que precisava de autorização para colorir a água e afirmou que a polêmica foi causada por "ecochatos".


"Você acha que nós iríamos poluir a água de um rio? Fizemos a coisa mais linda do mundo. E para esses ecochatos... É um produto biodegradável que não faz nada ao meio ambiente. Apenas colore a água. Só isso", afirmou o homem em entrevista ao "Fantástico", da TV Globo.


Ele afirmou, ainda, que da próxima vez que for fazer um ato do tipo, vai pedir a autorização necessária. A punição de R$ 10 mil foi imputada ao homem na sexta-feira (30), menos de uma semana após a comemoração do chá de revelação do casal, que vai ter um menino. A dupla não quis conversar com o UOL sobre o assunto.


Vídeos e fotos do chá revelação foram compartilhados nas redes sociais pelos convidados do evento. Nas imagens, é possível ver o momento em que a queda d'água atrás do casal começa a ficar azul. Além da substância que tingiu a água da cachoeira, uma fumaça da mesma cor também foi usada para revelar o sexo do bebê.


Fonte: UOL


Commentaires


bottom of page