top of page

Líder de facção é morto em confronto com a Força Tática em Tangará da Serra

Rafael Rodrigues dos Santos, de 25 anos, Vulgo Absolut, apontado pela polícia como responsável pelas mortes referentes a guerra entre facção em Tangará da Serra, morreu após confrontar e ameaçar policiais militares no início da madrugada desta quinta-feira (25) em Tangará da Serra.


O fato ocorreu por volta de 0h10 na Rua 40 do Jardim Acapulco.


Absolut, apontado como um dos principais líderes da facção criminosa Comando Vermelho em Tangará da Serra, foi abordado pela Força Tática da Polícia Militar e apontou um revólver calibre 38 para os policiais que revidaram e o atingiram. O SAMU chegou a ser acionado, mas constatou o óbito do rapaz.

Ele possuía mandado de prisão em aberto e era procurado pela PM e Polícia Civil.


O boletim de ocorrência narra que a Força Tática estava em Patrulhamento no Bairro Acapulco quando avistou um homem atitude suspeita, que arrumou algo em sua cintura e, ao realizar abordagem policial o suspeito correu e pulou em uma residência abandonada, sendo realizado o acompanhamento.


"No interior da residência o suspeito foi encontrado com um revólver em punho, onde foi verbalizado por diversas vezes para que o mesmo soltasse a arma, porém sem êxito, em seguida o suspeito veio a apontar a arma para está equipe de Força Tática, onde foram realizados disparos em direção ao suspeito no intuito de cessar a ação e repelir o iminente perigo de vida, ao cessar a ação foi acionado a equipe do SAMU que ao chegar ao local constatou o óbito do mesmo, foi acionado o Oficial de Dia e a Politec", diz trecho do Boletim de Ocorrência.

Com ele foi apreendido 01 Revólver Taurus com 05 munições intactas.


Absolut é natural de Tangará da Serra e é velho conhecido do setor policial, possuindo pelo menos 7 boletins de ocorrência em seu nome desde 2016, pela prática de vários crimes.


Comentarios


bottom of page