top of page

Mortos em Tangará da Serra tinham passagens por roubo, tráfico e homicídio


Boletim divulgado pela Polícia Militar mostra que os dois homens mortos em Tangará da Serra na madrugada desta sexta-feira (05) possuem diversas passagens pela polícia, pela prática de crimes diversos.

Jhonatan Gouveia da Silva, de 28 anos, possui passagens por roubo e tráfico de entorpecentes.

Já a vítima Antonio Marcos Rodrigues de Araujo Silva, de 35 anos, Vulgo Quati, possui passagens pelos crimes homicídio, tráfico de entorpecentes, furto e porte ilegal de arma de fogo.

Jhonatan residia em Várzea Grande, enquanto Antonio Marcos estava residindo em Tangará da Serra.

Os dois foram assassinados no Jardim Planalto no início da madrugada. O carro em que eles estavam, um Saveiro Cross, foi atingido por cerca de 50 tiros.

Um terceiro ocupante do carro presenciou a execução, mas conseguiu escapar dos tiros e se esconder em uma casa. O sobrevivente contou a polícia que foi de Cuiabá com Jhonatan, no mesmo ônibus, e Antônio os buscou na rodoviária.

Quando seguiam para a casa onde ficariam foram surpreendidos por dois carros, um Onix e um Siena, ocupados por cerca de 4 pessoas cada. Parte dos ocupantes dos dois carros, com exceção dos motoristas, desceram encapuzados e efetuaram os disparos contra o Saveiro, matando os dois ocupantes.

A testemunha contou que sobreviveu porque conseguiu sair do carro e fugir, se escondendo em uma casa.

A Politec encontrou cerca de 50 cápsulas de diversos calibre no local.

O crime está sendo investigado pela Polícia Civil. Ninguém foi identificado e preso.

Comments


bottom of page