top of page

Rodovia no Chapadão do Rio Verde já conta com 2 quilômetros e meio de asfalto


A MT-358, no Chapadão do Rio Verde, já recebeu cerca de 2,5 quilômetros de asfalto. A informação é da Associação dos Produtores do Chapadão do Rio Verde, entidade que doou o projeto ao governo estadual para as obras de pavimentação.


O trecho em obras faz parte de um lote de 54,36 quilômetros de rodovia, na divisa de Tangará da Serra e Campo Novo do Parecis, a partir do entroncamento com a BR-364 (proximidades da Ciapar/Itanorte) sentido BR-174/Nova Lacerda, no oeste do estado. A obra está orçada em R$ 79 milhões.


A pavimentação favorecerá o escoamento da produção daquela região produtora, onde as principais culturas no Chapadão do Rio Verde são soja, milho e algodão, totalizando cerca de 130 mil hectares de lavouras. As demais culturas são arroz, girassol, milho pipoca e feijão, que somam perto de 10 mil toneladas, além de florestas de eucalipto para lenha e madeira sólida e um rebanho bovino equivalente a 10 mil cabeças.


A estimativa de faturamento na região do Chapadão na última safra era de R$ 1 bilhão, com cerca de 1.000 empregos gerados.


“Com o asfalto, a região do Chapadão vai agregar valor e ampliar sua produção. Isso representa muito para Tangará da Serra e toda a região”, diz o superintendente da Associação, Edilson Sampaio.


Além dos 2,5 quilômetros de asfalto, já há cerca de 10 quilômetros com base/sub-base. As obras são realizadas pelo Governo do Estado com apoio da Associação dos Produtores do Chapadão do Rio Verde. As empresas responsáveis pelas obras são a MTSul, no primeiro trecho, e a Guaxe Construtora, no segundo. De acordo com Edilson Sampaio, a MTSul pretende entregar o lote do qual é responsável ainda esse ano, num total de 23 quilômetros. Já A Guache projeta a entrega de outros 20 quilômetros até dezembro. O restante da obra será entregue em 2024.


Fonte da Notícia e Foto: Enfoque Business/Diário da Serra



Yorumlar


bottom of page